sexta-feira, dezembro 07, 2007

não achei a madeleine, mas...


... o saldo da arrumação do porta-malas e interior do meu carro (Monza 95 GLS "Pol Pot", aquele que carrega não só um cadáver mas um genocídio inteiro no porta-malas) após dez anos de uso consiste no seguinte inventário:

- 1 página de roteiro de animação
- 1 guia de conversação em francês
- 1 comprovante de estacionamento do Grêmio
- 1 colar
- 10 CDs
- 3 tesourinhas de unhas fechadas na embalagem (esse é o item mais incompreensível de todos)
- 4 canetas
- 1 lanterna em miniatura
- 1 capa para iPod
- 1 pilha palito, possivelmente usada
- 1 estilete na embalagem
- 1 etiqueta de preço do lançamento do meu livro há dois anos atrás
- 2 fronhas de travesseiro mofadas
- 1 par de meias sujas
- 4 malas tipo sacola
- 1 sacola de roupas da minha namorada, contendo:
- 1 casaco
- 3 calças
- 3 blusinhas
- 2 calcinhas
- 1 par de meias
- 1 manta
- 1 blusão de lã meu
- 1 calça de origem desconhecida
- 12 exemplares do meu livro de contos
- 4 livros de outros autores
- 1 cola superbonder na embalagem
- 2 sacolas de papelão
- 2 sacolas plásticas
- 1 colchonete
- 1 exemplar da revista "Nome & Sobrenome"
- 2 seringas
- 1 componente de gaiola para roedores
- 1 HD externo não funcionante
- 1 lençol sujo
- 1 lençol novo, na embalagem
- 3 prendedores de roupa
- 2 tigelas plásticas
- 6 fitas VHS contendo filmagens de ratos epilépticos
- 1 exemplar encadernado de tese de doutorado
- 1 saco contendo rascunho da mesma tese
- 1 pacote de algodão
- 1 par de anteninhas de marciano de cor rosa
- 1 guarda-chuva
- 1 daruma
- 2 pares de chinelo
- 1 sundown fator 15
- 4 chaves
- 1 lápis ridículo de borracha
- 1 garrafa de água mineral com gás meio cheia, com canudinho
- 80 centavos em moedas
- Uns 50 laudos de ecografia abdominal
- Pelo menos um ano da história do mundo em jornais

em resumo, somando tudo, acho que vale bem mais do que uma pirralha inglesa seqüestrada.

3 comentários:

Marcell disse...

Obrigado pela dica. Corrigido!
Mas porque tanto pseudonimo, não poderia ele ter apenas um?


Até.

Sebastian disse...

"acho que vale bem mais q uma pirralha inglesa sumida" foi hardcore para os pais dela, para a opinião pública e pra contigo mesmo. mas essa última é peça minha pregada nas tuas costas. abraço, Olaf! Sebastian

olavo disse...

nada se cria, nada se perde, tudo se recicla... mas da próxima vez eu credito a autoria.