sábado, fevereiro 02, 2008

divertimentos para uma manhã de sábado (xxi): criacionistas brincando de ciência


tentando a todos os custos suprimir as risadas (mas não conseguindo), dou-lhes às boas vindas ao Answers in Genesis Research Journal, a "publicação profissional, técnica e revisada pelos pares para a publicação de dados científicos interdisciplinares e outras pesquisas relevantes a partir da perspectiva da Criação recente do Mundo e do Dilúvio universal dentro de um modelo bíblico."
e como me disse o porteiro que me barrou no trem-fantasma esses dias: "no, no es una broma". A descrição da publicação no site é exatamente esta. E os artigos até agora (menos mal que são só três, por enquanto, sendo um do editor da revista) são destinados a questões de vital importância, tais como:
a) debater o papel dos micróbios como parte da "criação perfeita de Deus", trazendo hipóteses, por exemplo, de como o papel patogênico dos mesmos pode ter evoluído a partir de funções originalmente fofinhas após a Queda do Homem do paraíso.
b) debater a questão vital e controversa de quando foram criadas as bactérias, as quais, pobrezinhas, não são mencionadas no livro do Gênesis. Teriam sido no terceiro dia, junto com as plantas? Ou aos poucos, junto com os organismos que elas habitam? (eu, pelo menos, tenho perdido horas de sono pensando nisso todas as noites depois de ter lido isso)
c) providenciar evidência geológica de que o mundo realmente só tem alguns milhares de anos de história através do estudo duns pedaços de granito.
mas mais divertido do que isso é ler as "instruções para autores", que colocam entre os critérios para seleção dos artigos:
"o artigo é relevante para o desenvolvimento do modelo da Criação e Dilúvio?"
"o artigo é formulado dentro de um modelo de um universo jovem?"
"o artigo é fiel à interpretação gramática-histórica/normativa da Bíblia?"
tipo assim, se eles estão certos que a verdade está na Bíblia, e o pré-requisito pra publicação é que os achados do trabalho confirmem à verdade tal como está escrita na Bíblia, por que eles não param com esse teatrinho ridículo de fazer ciência, já que eles já sabem o que vão encontrar antes de começar a pesquisar mesmo, e não vão fazer melhor uso do próprio tempo? Será que a vida sexual dos cristãos ortodoxo-criacionistas é realmente tão sem graça quanto o papa faz parecer?
tem várias outras coisas divertidas, tipo o "manual de estilo" (i.e. "utilize letra maiúscula para "Flood" quando referindo-se ao Dilúvio de Noé, mas minúscula para outros usos da palavra; use maiúscula em pronomes se referindo a Deus, e assim por diante). Mas se eu fosse mencionar tudo eu estaria desestimulando a experiência impagável de dar um rolê pelo site da revista. Take a look.

Um comentário:

Biti disse...

Unbelieveable!!!!

E ainda por cima a sigla parece com o AJR!
Bj.